quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Inovações no blog: Microcontroladores 1º parte

Fala galera. Não me esqueci de vocês! Demorei mas agora trago coisa boa.
Para aqueles que curtem microcontroladores (MCU), agora meu blog vai passar a trazer vários circuitos com eles. Para aqueles que não sabem mexer e querem aprender, vou ensinar a usar e criar seus própios circuitos, da forma que aprendi: sozinho em casa. E para aqueles que não sabem e não tem paciência para aprender, vou continuar com os circuitos normais, mas sempre de qualidade, até porque eu sei o que ver um site só sobre MCU e não saber nada ><



Microcontroladores 1º parte: A comida deles.

Não só em circuitos microcontrolados mas em circuitos sem eles, até os de um resistor e um LED, precisam de algo que com certeza é indispensável e em comum: a alimentação. Os MCUs são muito "chatos" quanto à alimentação: não deve haver ripples, oscilações grandes e uma tensão o mais estável o possível. Onde se consegue uma alimentação assim? Seguem dicas:

-1: Pilhas

Vantagem: baratas e extremamente seguras em relação à ripples, oscilações grandes e tensão estável.
Desvantagens: Podem vazar, nem todos os MCUs podem ser alimentados por elas (ou a coisa complica pra fazer funcionar) e dependendo do circuito, elas secarão rápido.

-2: Adaptar uma fonte comum:
Vantagem: Pode suprir circuitos de até 1 Ampère, é extremamente estável, possui proteção contra curto-circuitos e super-aquecimento e pode ser montada em qualquer PCI ou até mesmo na protoboard.
Desvantagens: Se for usar mais que 300 mA (aprox.) deverá se usar um radiador de calor e uma boa pasta térmica, e se for mais do que 700 mA (aprox.) deverá se acoplar um cooler (ventoinha), se precisar de mais de 900mA ficará muito próximo do limite de segurança e poderá reduzir a vida útil dela, e se for mais de 1A, os circuitos complicam.


-3: Fonte ATX:
Sim, essa é a fonte de PC mesmo. Fornecem altas correntes, são extremamente confiáveis e seguras, possuem proteção contra curto-circuitos, sobrecarga e super-aquecimento. Podem variar de preços de R$30,00 até mais de R$300,00. Depende muito da potência e marca. A desvantagem é o tamanho e o ruído dependendo da sua (a minha nem a ventoinha se ouve!)

Vou exemplificar os circuitos de uma por uma:

Pilhas: Se seu MCU e o circuito for alimentado por 3V, duas pilhas servirão, e poderá se usar um suporte para duas pilhas facilmente encontrado em lojas de eletrônica. Se precisar de 5V, use quatro pilhas e no positivo, coloque um diodo comum, como o 1N4148. A queda de tensão da junção fará a tensão cair de 6V para aprox. 5,3V ou menos, mas isso não é tão seguro assim.

Adaptar uma fonte comum: Nesse caso, você pode usar uma fonte qualquer, de tensão entre 9V e 15V, com saída de no máximo 1A, e na saída da fonte, deverá ser montado o seguinte circuito:






Usei esse circuito por muito tempo, até a minha fonte estragar. Os capacitores C3 e C4 devem ser montados o mais perto o possível do CI1, o 7805. A montagem deve ser feita em uma PCI e recomendo o uso de blindagem na placa.


Fonte ATX: Essa é a forma de alimentação que uso. Paguei R$35,00 na minha de 230W que é ótima e silenciooosa! Nem a ventoinha se ouve!
O uso é muito simples: para ligar a fonte, é preciso que seja colocado um resistor de uns 100 ohms entre o fio verde  e um fio preto qualquer do conector da placa-mãe e aí é só usar =) Sugiro dobra a perna do resistor pra ele entrar mais "justo" no pino do conector, deixando a perna em um formato tipo um "U" e depois colocá-lo sob a trava do conector pra ficar firme. Depois, é só ser feliz XD
Eu, por segurança, uso apenas os 12V da fonte e, para obter os 5V, uso o circuito de cima, até porque nunca uso mais do que 500mA nos 5V.
Para conectar na protoboard, eu usei um cabo de alimentação SATA, que tem um macho pra conector MOLEX padrão e tinha dois SATAs, removi os SATAs, estanhei a ponta e usei na protoboard. Para usar em PCIs, use um conector compatível com o da fonte para PCI. Seguem abaixo algumas fotos pra ajudar.


O Conector usado como adaptador com os conectores SATAs 
que devem ser retirados (os pretos) e o pra conectar na fonte (branco).
 
 O adaptador montado e conectado na protoboard e o conector da fonte.

A fonte montada na minha bancada com cantoneiras (2) e cola quente XD

Mais detalhes das cantoneiras (e da cola quente)
 
 Características da fonte

A fonte sem o interruptor

 Características elétricas
 Conectores diversos e os do HD ou CD-ROM/DVD-ROM que será o usado
A fonte montada

A fonte com o interruptor e as marcações

Display de LCD 16x2 funcionado na protoboard



É isso galera. Na próxima postagem espero já começar as aulas.
Abraços.