quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Microcontroladores 2º parte

Se vocês pensaram que eu iria abandonar a serie, s enganarão. Aqui está a segunda parte da série sobre MCUs


Microcontroladores 2º parte

Você sabe o que é um microcontrolador? Não? Então, você começa por aqui.
Para mexer com MCUs, você presia saber o que são, como funcionam (e porque funcionam) e etc. Para os leigos até os "nerds", recomendo a leitura dessa apostila e dessa página da nossa (querida?) wikipedia. 
A leitura dessas duas páginas é fundamental para quando você for configurar o programa, que é o que vai "rodar" dentro do MCU.
Tudo bem. Agora vc já leu, já sabe o que são e pra que servem os PICs. OK. Mas eu sei que você ta ancioso pra começar a escrever seus programas fazer seus projetos, mas calma, uma coisa de cada vez.
Antes de você começar a programar, você precisa de três coisas básicas: o programador, o compilador e o software de gravação. Vamos lá:

-Programador: É a placa que você vai usar pra programar seus PICs. Eu uso um excelente, que você pode construir e que está nessa página.
-Compilador: diferente de muitos tutoriais, vou ensinar vocês a programar em BASIC, uma linguagem muito simples. No compilador você escreve o programa, compila ele - o que gera um arquivo .hex, que é o que o "roda" dentro do MCU - e aí o arquivo gerado você vai por no software gravador que vai gravar o PIC através da sua placa gravadora. Você pode baixar o compilador, no nosso caso, que DEVE ser o mikrobasic, na página http://www.mikroe.com/eng/products/view/9/mikrobasic-pro-for-pic/ Esse é um programa "demo" e o completo DEVE ser comprado, e não pirateado.

-Software gravador: No nosso caso, o IC-PROG, é quem enviará o arquivo .hex para o PIC

Ficamos por aqui e até a próxima.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Inovações no blog: Microcontroladores 1º parte

Fala galera. Não me esqueci de vocês! Demorei mas agora trago coisa boa.
Para aqueles que curtem microcontroladores (MCU), agora meu blog vai passar a trazer vários circuitos com eles. Para aqueles que não sabem mexer e querem aprender, vou ensinar a usar e criar seus própios circuitos, da forma que aprendi: sozinho em casa. E para aqueles que não sabem e não tem paciência para aprender, vou continuar com os circuitos normais, mas sempre de qualidade, até porque eu sei o que ver um site só sobre MCU e não saber nada ><



Microcontroladores 1º parte: A comida deles.

Não só em circuitos microcontrolados mas em circuitos sem eles, até os de um resistor e um LED, precisam de algo que com certeza é indispensável e em comum: a alimentação. Os MCUs são muito "chatos" quanto à alimentação: não deve haver ripples, oscilações grandes e uma tensão o mais estável o possível. Onde se consegue uma alimentação assim? Seguem dicas:

-1: Pilhas

Vantagem: baratas e extremamente seguras em relação à ripples, oscilações grandes e tensão estável.
Desvantagens: Podem vazar, nem todos os MCUs podem ser alimentados por elas (ou a coisa complica pra fazer funcionar) e dependendo do circuito, elas secarão rápido.

-2: Adaptar uma fonte comum:
Vantagem: Pode suprir circuitos de até 1 Ampère, é extremamente estável, possui proteção contra curto-circuitos e super-aquecimento e pode ser montada em qualquer PCI ou até mesmo na protoboard.
Desvantagens: Se for usar mais que 300 mA (aprox.) deverá se usar um radiador de calor e uma boa pasta térmica, e se for mais do que 700 mA (aprox.) deverá se acoplar um cooler (ventoinha), se precisar de mais de 900mA ficará muito próximo do limite de segurança e poderá reduzir a vida útil dela, e se for mais de 1A, os circuitos complicam.


-3: Fonte ATX:
Sim, essa é a fonte de PC mesmo. Fornecem altas correntes, são extremamente confiáveis e seguras, possuem proteção contra curto-circuitos, sobrecarga e super-aquecimento. Podem variar de preços de R$30,00 até mais de R$300,00. Depende muito da potência e marca. A desvantagem é o tamanho e o ruído dependendo da sua (a minha nem a ventoinha se ouve!)

Vou exemplificar os circuitos de uma por uma:

Pilhas: Se seu MCU e o circuito for alimentado por 3V, duas pilhas servirão, e poderá se usar um suporte para duas pilhas facilmente encontrado em lojas de eletrônica. Se precisar de 5V, use quatro pilhas e no positivo, coloque um diodo comum, como o 1N4148. A queda de tensão da junção fará a tensão cair de 6V para aprox. 5,3V ou menos, mas isso não é tão seguro assim.

Adaptar uma fonte comum: Nesse caso, você pode usar uma fonte qualquer, de tensão entre 9V e 15V, com saída de no máximo 1A, e na saída da fonte, deverá ser montado o seguinte circuito:






Usei esse circuito por muito tempo, até a minha fonte estragar. Os capacitores C3 e C4 devem ser montados o mais perto o possível do CI1, o 7805. A montagem deve ser feita em uma PCI e recomendo o uso de blindagem na placa.


Fonte ATX: Essa é a forma de alimentação que uso. Paguei R$35,00 na minha de 230W que é ótima e silenciooosa! Nem a ventoinha se ouve!
O uso é muito simples: para ligar a fonte, é preciso que seja colocado um resistor de uns 100 ohms entre o fio verde  e um fio preto qualquer do conector da placa-mãe e aí é só usar =) Sugiro dobra a perna do resistor pra ele entrar mais "justo" no pino do conector, deixando a perna em um formato tipo um "U" e depois colocá-lo sob a trava do conector pra ficar firme. Depois, é só ser feliz XD
Eu, por segurança, uso apenas os 12V da fonte e, para obter os 5V, uso o circuito de cima, até porque nunca uso mais do que 500mA nos 5V.
Para conectar na protoboard, eu usei um cabo de alimentação SATA, que tem um macho pra conector MOLEX padrão e tinha dois SATAs, removi os SATAs, estanhei a ponta e usei na protoboard. Para usar em PCIs, use um conector compatível com o da fonte para PCI. Seguem abaixo algumas fotos pra ajudar.


O Conector usado como adaptador com os conectores SATAs 
que devem ser retirados (os pretos) e o pra conectar na fonte (branco).
 
 O adaptador montado e conectado na protoboard e o conector da fonte.

A fonte montada na minha bancada com cantoneiras (2) e cola quente XD

Mais detalhes das cantoneiras (e da cola quente)
 
 Características da fonte

A fonte sem o interruptor

 Características elétricas
 Conectores diversos e os do HD ou CD-ROM/DVD-ROM que será o usado
A fonte montada

A fonte com o interruptor e as marcações

Display de LCD 16x2 funcionado na protoboard



É isso galera. Na próxima postagem espero já começar as aulas.
Abraços.

sábado, 23 de julho de 2011

ERRATA DO CIRCUITO Foto-célula com LM358!!!!

PEÇO DESCULPAS, MAS OUVE UM ERRO NA IMAGEM DO CIRCUITO  Foto-célula com LM358!!!! O Q1 ESTÁ COMO UM TRANSISTOR NPN, MAS ISSO FARÁ COM QUE O CIRCUITO NÃO FUNCIONE!!!!!!!!! O TRANSISTOR TEM DE SER PNP, OU SEJA, O MODELO BC558, BC559 OU QUALQUER EQUIVALENTE!!! PEÇO DESCULPAS MAS UMA VEZ! NÃO SERÁ NECESSÁRIO QUAISQUER MODIFICAÇÕES NA PCI! 
OBS: PARA A MODIFICAÇÃO DO USO COM RELÉ TAMBÉM SERÁ NECESSÁRIO A MUDANÇA DO TRANSISTOR PARA PNP.
QUALQUER DÚVIDA É SÓ PERGUNTAR GALERA!
BOA SORTE E MAIS UMA VEZ ME DESCULPEM.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Interruptor crepuscular com LM358

Fala galera, to aqui com um projeto vindo de um dos meus vídeos do youtube: um interruptor crepuscular (chamado erroneamente de foto-célula) com o CI LM358. O vídeo foi cortado pelo youtube (não sei porque) e pode ser assistido aqui.


1.Circuito


O circuito eh bem simples:
Baixe aqui os arquivos do projeto (esquema mais a PCI). Para abrir vc vai precisar do PCB Wizard, um ótimo programa para circuitos simples, que vc pode baixar aqui.
















D1 é um LED "pisca-pisca", que possui um circuito próprio que o faz piscar indicando que o circuito está ativo. Ele é facilmente encontrado em lojas de eletrônica.
D2 até D6 são os LEDs brancos que iluminarão o que vocês quiserem.
R5 até R9 são os resistores dos LEDs de iluminação.
VR1 é o potenciômetro de ajuste de sensibilidade, R1 junto ao LDR R2 formam o divisor de tensão que irá acionar o circuito.
R3 é um resistor de polarização de base de Q1, um transistor de uso geral, que funciona como o driver dos LEDs.
IC1 é o CI LM358, um comparador de tensão. Quem assistiu ao vídeo, provavelmente notou um circuito diferente até mesmo no CI, mas esse circuito é o equivalente ao outro, só que melhorado pra vocês do meu blog (:
No outro circuito, eu tinha 3 comparadores sem uso, aqui, só 1.

2.PCB

A PCB é de face simples, de fácil confecção e se encontra junto no pacote dos arquivos do projeto.

3.Modificações

Para aqueles que quiserem acionar uma carga maior ou até mesmo lâmpadas comuns (110V ou 220V), deve substituir o conjunto de LEDs D2-D6 e resistores R5-R9 por um relé com um diodo 1N4148 como proteção, ficando essa parte do circuito depois da alteração assim:

A placa, logo, terá de ser redesenhada no programa.

CUIDADO AO REDESENHAR AS TRILHAS PARA A LÂMPADA, NÃO SE ESQUEÇA QUE PASSARÁ CORRENTE MAIOR, LOGO AS TRILHAS TERÃO DE SER MAIS LARGAS E MUITO CUIDADO AO MEXER COM A CORRENTE ALTERNADA (AC), A PROVENIENTE DAS TOMADAS! UM CHOQUE E TERÁ MAIS UM CORPO NO IML DA SUA CIDADE!


É isso aí galera, dúvidas comentários ou sugestões podem escrever.
Abração, boa sorte e cuidado nas montagens.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Luzes para aeromodelos completa!!!

Quem leu o post sobre luzes para aeromodelos, vai achar bem parecido, pq esse foi copiado e acrescido de mais alguma coisa, pq esse circuito agora tá mais completo!!! Esse esquema veio graças ao Ipadroni, cara que comentou no post sobre as luzes. Vamos ao circuito:
















A PCI ficou assim:

 


As luzes e suas correspondências já estão descritas no esquema.

Dica: as NAV LIGHTS e STROBES da asa ficam mais estéticos se forem LEDs SMDs, ambos montados em uma pequena PCI (duas placas, uma com cada par de uma NAV e um STROBE). 
Assim como as anteriores, a TAXI LIGHTS do trem de pouso frontal e as LANDING LIGHTS da asa ficam mais estéticos se forem LEDs SMDs, ambos montados em uma pequena PCI ou ligados com fio esmaltado bem fino, que pode ser retirado de tranformadores queimados, mas não o fio que estiver enegrecido (preteado). 




Dica de montagem das NAV LIGHTS e dos STROBES.


Nesse esquema, os strobes e o beacon piscam juntos, enquanto a TAXI, NAV e LANDING lights ficam ligadas permanentemente, logo esse circuito consome 100mA e 180mA no flash.
A tensão é a da maioria dos aeromodelos: 7,5V (ou eh 7,2?)
Para outras tensões ou outros tipos de sequencia é so pedir ou me manda um email. MAS POR FAVOR, SE FOR PEDIR UM TIPO DE EFEITO DIFERENTE, EXPLIQUE EXATAMENTE O QUE VOCÊ QUER E DETALHADAMENTE!!!

Lista de materiais:


-1 Resistor de 100K;
-1 Resistor de 10K;
-1 Resistor de 1K5 (ou 1,5K);
-4 Resistores de 125Ω
-2 Resistores de 275Ω
-6 LEDs brancos, sendo de preferência, 5 SMDs e o outro de 3mm;
-3 LEDs vermelhos, sendo de preferência, 2 SMDs e o outro de 3mm;
-1 LED verde, sendo de preferência, SMD;
-1 Transístor BC548;
-1 Capacitor de 10µF/16V;
-1 CI 555 (não recomendo o uso de soquete, para ficar menor a montagem);
-E os demais itens óbvios (solda, placa de fenolite ou fibra de vidro, etc).
Seguem algumas imagens explicando como deve ser postas as luzes:



Pontos verde e vermelho na asa: NAV
Pontos brancos na lateral asa: STROBE
Na frente da asa, perto do chassi do avião, ficam as LANDING LIGHTS (esqueci de desenhar);
Branco mais à traseira: STROBE;
Vermelho atrás: BEACON.


 vermelho na asa: NAV;
Branco na asa: STROBE;
Branco no eixo da roda: TAXI;
Branco atrás: STROBE;
Vermelho atrás: BEACON.

verde na asa: NAV;
Branco na asa: STROBE;
Branco no eixo da roda: TAXI;
Branco atrás: STROBE;
Vermelho atrás: BEACON.


Verde e vermelho na asa: NAV;
Vermelho no topo: BEACON;
Branco no eixo central (o do trem de pouso da frente): TAXI;
No vértice dos catetos dos triângulos cinza embaixo da asa: Ficam as LANDING LIGHTS (esqueci de desenhar).








É isso galera! Boa sorte com a montagem, me mandem fotos e videos! Valeu!

terça-feira, 31 de maio de 2011

Pausa no blog.

Fala galera.
Queria pedir desculpas pelo tempo sem postar e sem responder os email e pedidos, mas é porque tenho me dedicado exclusivamente ao meu outro blog, com mais assunto, o FlightGear Linux (fglinux.blogspot.com). Podem continuar mandando sugestões e dúvidas que irei responde-las. Esse blog continuará na ativa, porém em ritmo lento. Agradeço a compreensão de todos.
Abração

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Luzes de navegação para aeromodelos

Fala galera! Pra quem curte aeromodelos, tem um e sempre quis por as luzes de navegação, aqui está um circuito completo, com STROBES, BEACON e NAV.
o esquema e esse:

A PCI ficou desse jeito:


D5 e D6 são as NAV LIGHTS (as verdes e vermelhas da asas), D1, D2 e D3 são os STROBES e o D4 é o BEACON.
Dica: as NAV LIGHTS e STROBES da asa ficam mais estéticos se forem LEDs SMDs, ambos montados em uma pequena PCI (duas placas, uma com cada par de uma NAV e um STROBE)
Esse esquema segue o padrão do Tucano T-27 e de helicópteros: um flash rápido.
A tensão é a da maioria dos aeromodelos: 7,5V (ou eh 7,2?)
Para outras tensões ou outros tipos de sequencia é so pedir ou me manda um email. MAS POR FAVOR, SE FOR PEDIR UM TIPO DE EFEITO DIFERENTE, EXPLIQUE EXATAMENTE O QUE VOCÊ QUER E DETALHADAMENTE!!!
É isso galera!